Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemail

sábado, 13 de março de 2010

Bispo do Brasil fala ao congresso teológico em Roma, sobre situação atual do sacerdote


Caríssimos irmãos, postei ontem uma recente mensagem do Santo Padre, o papa Bento XVI sobre o perigoso reducionismo do sacerdócio na cultura hodierna. Agora trago a interessante notícia sobre o congresso promovido pela Congregação para o Clero e que acontece na Pontifícia Universidade Lateranense em Roma. Contando com proximadamente 750 padres de todo o mundo, mais de 100 reitores e formadores de seminários e cerca de 60 bispos - na maior parte delegados das conferências episcopais. Também estão presentes seminaristas e padres estudantes dos ateneus romanos. Neste encontro mais uma vez emergiram grande sinais para o tempo de hoje, vejam o que disse o bispo de Petrópolis, no Rio de Janeiro, Dom Filippo Santoro. Este grande influente participante no Celam disse:

"A formação do sacerdote na América Latina, observou Dom Santoro, era muito voltada ao papel de promotor de atividades sociais e políticas, e raramente como homem do culto. Diferentemente, agora se começa a desenvolver também a preparação litúrgica como guia da comunidade. No mundo moderno, há uma exigência da radicalidade do sacerdote que deve recordar que ele é sinal de Cristo enquanto Chefe e Bom Pastor, enfatizou o prelado". Fonte: Gaudium et Spress

Parece-me que bons ventos estão soprando na Igreja...

0 comentários:

Postar um comentário

 

Sample text

Sample Text